Empregabilidade no estágio

6 set

Fonte : Portal Universia

Por: Denise Salamani de Souza Costa | 23/07/2004


Tratar desse tema quando se tem o foco em quem procura estágio significa que esse “neologismo” já não é tão “neo”e está na mente de quem ainda nem definiu que carreira irá seguir.

O fator mais importante para construir a empregabilidade é o esforço que o estudante empreende em busca de diferenciação e formação complementar ao longo do curso. Em outras palavras, as experiências adquiridas e as aprendizagens extra-escolares são cada vez mais uma condicionante fundamental da empregabilidade.

Ao se buscar essa diferenciação, percebe-se que existem vários pontos a serem trabalhados para melhorar o chamado “valor de mercado”” de um profissional. Hoje, essa preocupação tem que estar presente na cabeça não só dos jovens interessados no acesso ao mercado de trabalho, mas de todos os profissionais, a tal ponto que se transformou num dos pontos de análise nos programas de “Personal Coaching”.


Percebendo essa necessidade de diferenciação e tendo nascido do sonho de buscar a qualificação profissional dos jovens por meio dos programas de estágio, o CIEE investe sistematicamente em oficinas de capacitação, palestras e seminários sobre temas relevantes da sociedade para melhorar as condições dos jovens brasileiros e aumentar, assim, o seu “valor de mercado”. Vale lembrar que toda a orientação e preparação é gratuita, sem qualquer ônus para o estudante ou a escola.

Foram pesquisados cerca de 479 funcionários de empresas ligados diretamente à contratação de novos colaboradores, no sentido de identificar os conhecimentos e competências que os recrutadores esperam encontrar quando selecionam estagiários para ingressar em sua empresa. As respostas indicam que são valorizados os seguintes conhecimentos/experiências:

1-Domínio de Informática -19,6%
2-Experiência/vivência na área da vaga em aberto – 17,5%
3-Cultura Geral – 15,6%
4-Atualidades – 14%
5-Leitura de jornal – 9,3%
6-Participação em programas sociais – 8,7%
7-Domínio de mais um idioma – 8,2%
8-Cursos no exterior – 2,7%
9-Vivência no exterior – 1,85%
10-Participar do diretório acadêmico – 1,65%
11-Pratica de esportes radicais – 0,9%

Quanto às principais competências/habilidades, são valorizadas as seguintes:
1-Trabalho em equipe-15%
2-Iniciativa-15%
3-Comunicação verbal-14,7%
4-Ética-12,2%
5-Relacionamento Interpessoal-11,2%
6-Planejamento e organização-9,5%
7-Criatividade-6,9%
8-Flexibilidade-5,5%
9-Foco nos resultados-5,4%
10-Liderança-3,7%
11-Outras-0,9%

Considerando a realidade do cenário atual, surgem as “Carreiras Promissoras” que prometem ser as líderes na contratação de pessoas.São elas:
1-Tecnologia.
2-Direito.
3-Vendas e Atendimento ao Consumidor.
4-Terceiro Setor.
5-Agrobusiness.
6-Moda.
7-Biotecnologia.
8-Petróleo e Gás Natural.
9-Meio Ambiente.
10-Saúde para idosos.

Após a validação desse cenário global, é necessário que cada jovem leitor saiba, desde o início no seu programa de estágios ou até mesmo no banco da faculdade, que é preciso buscar a diferenciação com os conhecimentos adquiridos mas, acima de tudo, com a adoção de atitudes que mostrem que, mesmo ainda jovem e talvez imaturo, já tem condições de alinhar-se às estratégias da empresa na qual se deseja atuar.

* A autora é pedagoga / gerente regional do Centro de Integração Empresa Escola – CIEE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: